(81) 3241.5053

CÂNCER DO COLO DO ÚTERO

A maioria dos cânceres do colo do útero se inicia nas células que revestem o órgão. As células normais do colo do útero podem gradualmente desenvolver mudanças pré-cancerosas que se transformam em câncer. Essas mudanças pré-cancerosas podem ser denominadas como neoplasia intraepitelial cervical, lesão intraepitelial escamosa e displasia. Estas alterações podem ser detectadas por exames anuais de prevenção (Papanicolau).

Existem dois tipos principais de câncer do colo de útero, o carcinoma de células escamosas e o adenocarcinoma. Cerca de 80% a 90% dos cânceres cervicais são carcinomas de células escamosas.

Durante as 3 últimas décadas os adenocarcinomas cervicais estão se tornando cada vez mais comuns. Esse tipo de câncer de colo do útero se desenvolve a partir das células glandulares produtoras de muco do endocervice. Com menos frequência estão os cânceres do colo do útero que têm características comuns aos carcinomas de células escamosas e aos adenocarcinomas, são os denominados carcinomas adenoescamosos ou carcinomas mistos.

Embora quase todos os cânceres cervicais sejam ou carcinomas de células escamosas ou adenocarcinomas, outros tipos de câncer também pode se desenvolver no útero. Entre os outros tipos estão o melanoma, sarcoma, e linfoma, que ocorrem mais frequentemente em outras partes do corpo.



  Voltar

CONVÊNIOS

Caso tenha alguma dúvida relacionada ao atendimento de seu convênio, por favor entre em contato pelo telefone (81) 3241.5053.